maio 2009


por que será o meu canto sempre um lamento,
sempre um querer dizer a coisa própria que me silencia
como se quisesse virar pelo avesso, inverter interno e externo
ver-me de fora exposto, nu, inteiro, vazio, terra e sonhos
sob lupa científica, definitiva e precisa
e depois tornar a ser esse que agora escreve
alma e carne, idéia e desejo
com uma sutil diferença, a saber
um caminho, uma luz, um absoluto.

Anúncios
Telespectador ou Jornalista Homer?

Telespectador ou Jornalista Homer?

Um amigo disse que não faz muito caso dessa tal gripe suína. E que vai ter medo mesmo quando surgir a gripe equina, essa sim, deve ser arrasadora. Também não estou  lá muito apavorado com essa pandemia em potencial que já dizimou metade da população humana do globo. Por ora me incomoda mais o resfriado irritante que peguei nalgum espirro alheio. Não menos enfadonha é a mídia nativa falando sem parar na tal da gripe. Aliás, há sempre dois temas relevantes nos telejornais nacionais: alguma CPI inútil ou alguma catástofre de qualquer natureza – vírus mortais, enchentes, peste bubônica, invasões alienígenas, etc. Morte por atentado a bomba no Oriente Médio não conta, tá pau a pau com os campeonatos estaduais tanto em tempo de matéria quanto em novidade. Aliás, dia desses a repórter do noticiário local apressava o engenheiro que discorria sobre poluição do ar – era preciso ser sucinto. Claro, a matéria sobre os times locais no bloco seguinte era muito mais importante. A tevê está cada dia mais oca, mais William Bonner. Ou será que somos nós ficando cada dia mais Homer Simpson?

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!